4º Grenalzito Futebol Clube – O que acontece depois da ponte fica depois da ponte

“Éramos muito amigos. Gostávamos de jogar juntos, de nos reunirmos. Tentávamos fazer o melhor que conseguíamos. Atacar muito e logo recuperar a bola com a vontade de atacar novamente. E esperávamos ter a companhia da sorte. Isso é o futebol, gurizada”.

Assim falou Marcelo El Loco Bielsa quando indagado sobre o que seria o futebol. Jogar bola, fazer amizades, divertir-se, e se der, triunfar. Caso contrário, tanto melhor: nas derrotas e patacoadas da vida que conhecemos as pessoas.

Sendo assim a trupe que no longínquo ano da graça de 2009 começou a escrever bobagens sobre futebol reuniu-se uma vez mais. A caravana grenalzítica passou pela terceira cidade do sul do mundo em sua história – Porto Alegre duas vezes, Palhoça e agora Guaíba – desfilando bom humor e péssimas qualidades atléticas.

Confira abaixo alguns cliques que comprovam nossa teimosia em chutar a pelota:

Recepção amistosa
Cada um prum lado
Saída de bola qualificada: temos
Pressão alta ou armando o bote pro contra ataque? Nunca saberemos
O Corcunda de Guaíba na marcação sem pressão alguma
Procurando o bom futebol perdido na maternidade
Mascote 100% Grenalzito
Garçom uniformizado = clube rico
Camaradagem
Torcendo para que a nova geração venha com o DNA boleiro

About the author

Felipe

Felipe da Costa Conti, 34, Jornalista, Colorado.
Queria ser o Taffarel mas não serve nem pra Maizena.

Add Comment

Click here to post a comment

Recordar é viver

Categorias