5 Enigmas da História (Quase) Recente Colorada

O que seria da história da humanidade sem mistérios e casos não solucionados, não é mesmo? Provavelmente seria muito mais bem resolvida, com menos conflitos e perguntas que seguem sem respostas por Eras, causando angústia e sofrimento através das gerações.

Motivados pelo ENIGMA NICO LÓPEZ (reserva, titular, atacante, centroavante, meia, veloz, burro, sonso, drogado, tudo isso, nada disso…?) resolvemos relembrar alguns dos jogadores mais misteriosos da recente história vermelha.

Venha relembrar com a gente!

1. Nico López – O Eterno Semi Titular

Decifra-me ou não jogo

Nicolás Federico López Alonso, ou EL DIENTE para Los Orientales, está com 24 anos e já jogou em um bocado de lugares: além do Brasil e do Uruguai, Itália e Espanha estão em seu currículo. Chega sempre com o status de jogador veloz, hábil, bom finalizador e que faz diversas funções no MOMENTO OFENSIVO da equipe. Quase sempre custa bastante dinheiro. Mesmo com todos estes atributos, ninguém parece saber direito onde o cidadão gosta de atuar na cancha – incluindo ele. Vive com cara de sono e alternando entre o banco de reservas, a suspensão e as lesões. Talvez esteja sempre sonhando com o momento em que poderá regressar para seu querido Nacional, clube no qual as peças do quebra-cabeça Nico Lopéz encaixam.

Solução do Enigma: Promessa com Saudade de Casa

 

2. Chiquinho – O Craque Perdido

Visual Regueiro Gaúcho Anos 90

Foi como limpar uma janela empoeirada e se deparar com uma bela paisagem. Depois de milênios sem um lateral aceitável surgia das categorias de base um guri inacreditavelmente arisco e habilidoso. Canhoto, malandro e franzino, Chiquinho tinha a essência do Inter de outros tempos – e que naquele hoje longínquo 2002 parecia ter desaparecido para sempre. Aos 19 anos o futuro de Chiquinho parecia luminoso. E aí o enigma começou. Diagnosticado com uma espécia de COÁGULO CEREBRAL, foi afastado das atividades esportivas e nunca mais conseguiu voltar em alto nível. Passou da lateral para a meia, rodou por clubes grandes, médios e pequenos, chegou a atuar numa SELEÇÃO CRISTÃ e no ano passado anunciou a aposentadoria. Desde o afastamento médico as mais diversas teorias da conspiração foram formuladas: de drogas a envolvimento com dirigentes. Nada foi provado.

Solução do Enigma: Com a Saúde Não se Brinca

 

3. Geferson – A Maior Invenção do Homem

Sai daí, Bola!

Foi um negócio muito maluco o que aconteceu com o Geferson. Depois de poucos jogos como titular o limitadíssimo lateral foi convocado pelo técnico (sic) Dunga para substituir um lesionado Marcelo na Copa América de 2015. Não dá para escrever isso hoje sem sorrir, mas foi o que aconteceu. Resumindo a carreira do lateral esquerdo de lá para cá: gol contra na semifinal da Libertadores de 2015, rebaixamento com o Inter em 2016, empréstimo pro Vitória em 2017 e finalmente a venda para o CSKA Sófia, da Bulgária, em 2018. Aos 23 anos este baiano apelidado carinhosamente pela internet de CANELA MÁGICA tem muita história de bastidor pra contar – porém não o fará tão cedo.

Solução do Enigma: A CBF Opera Milagres

 

4. César Prates – O Percursor do “Caso Geferson”

Me Convoca, Zagallo!

César Prates não era um jogador tão limitado, mas também não era nenhum Cafu. Para o nível dos times que o Inter montava nos anos 90, o guri era até que bem importante. A questão aqui é a seguinte: para um jogador sair daquele Inter diretamente para o REAL MADRID, nem se fosse a reencarnação do Garrincha. Mas foi justamente o que aconteceu. Depois de uma partida de bom nível em um jogo televisionado para toda a REDE, Zagallo convocou César Prates e dias depois o lateral direito estava dividindo o vestiário com Hierro e Hugo Sanchéz. Rodou por todo o planeta e até hoje deveria pagar uma churrascada por mês pro Mario Jorge Lobo.

Solução do Enigma: A CBF Opera Milagres Há Anos 

 

5. Hiran – Psicologia Esportiva é Importante?

BELÍSSIMO uniforme!

A dúvida que paira sobre o CASO HIRAN é a seguinte: havia teste psicotécnico para ser contratado pelo Inter? Goleiro alto, forte, lento e com cara de matador de aluguel, chegou com o currículo de fazer gols de cabeça e ter uns parafusos a menos nesta mesma parte do corpo, além de bater faltas (?). Fazia defesas importantes na mesma quantidade que tomava cartões e arrumava confusões em campo e fora dele. Boatos de que o atleta andava armado nas dependências do Beira-Rio eram recorrentes. Para completar a lenda, foi dado como morto mas ainda estava em atividade!

Solução do Enigma: Goleiro ou é Louco ou Anda Armado 

 

Bonus Tracks de Mistérios: El Doctor Que Ninguém Viu (Herbella), O Sem-Adrenalina (Scocco), O Ex-Jogador em Atividade (Anderson), entre tantos outros.

About the author

Felipe

Felipe da Costa Conti, 31, Jornalista, Colorado.
Queria ser o Taffarel mas não serve nem pra Maizena.

Add Comment

Click here to post a comment

Recordar é viver

Categorias