A culpa

Existe um pensamento mágico no futebol gaúcho que diz o seguinte: “Quando o time vai mal, a culpa é da ESTRELA DO TIME”.

Não que o principal jogador da companhia seja sempre um craque, um extraclasse. Mas geralmente é quem “ganha mais”, quem tem “mais privilégios” em relação aos medianos porém esforçados jogadores do elenco.

Geralmente quando um treinador bate de frente com o jogador mais importante de uma equipe (e isso quase sempre acontece nos maus momentos), quem baila na curva é o chefe da casamata.

Isso no resto do mundo, não na Província de São Pedro!

Na Dupla o que impera é a inversão da idéia de que a estrela do time é que deve ser essencial, principal. A lógica (da imprensa, da torcida e dos dirigentes, generalizando nos três casos) é que quem deve se sacrificar é ele em prol do BEM COMUM. Querem implantar uma idéia de igualdade comunista no futebol moderno! Apesar dos treinadores serem fuzilados em vários momentos, quando há uma medida forte, de “vestiário”, contra o destaque do time que “não está rendendo”, em favor de um jogador mais esforçado, ele é aplaudido! Para adquirirem exemplos é só puxar pela memória, gremistas e colorados.

E nem vou falar do que se faz com jogadores das categorias de base que sobem para o profissional na Dupla. Com aval dos dirigentes e com a corneta de muitos torcedores…

Campanha “Pra que se destacar?”

Esse desabafo meio sem nexo foi para ilustrar que em uma semana o Inter conseguiu perder dois craques, Nilmar e D’alessandro. Um em definitivo e o outro quase. O caso de Nilmar é complexo, mas não deixa de ser uma forma de abrir mão de um jogador diferenciado. E que (pasmem) durante muito tempo era criticado por muitos setores da torcida (principalmente na internet)!

Ou seja, ao invés do Inter ter um ESQUEMA TÁTICO que privilegie as características de seus dois principais jogadores, passamos 6 meses vendo o famigerado 4-3-1-1-SE VIRA NILMAR… E lembrando que os 1’s ali significavam “CORRE TAISON” e “TE VIRA SOZINHO NA ARMAÇÃO AÍ D’ALE”!

E tem gente que consegue dizer “mas eles são os maiores salários, tem que jogar mais mesmo”! Se o Corinthians tivesse pensado assim em relação à Nazário, não teria sido campeão da Copa do Brasil. (Não estou comparando Ronaldo à Nilmar e D’alessandro, só fiz a relação pois são/eram os principais jogadores dos citados elencos).

D’alessandro foi AFASTADO com mil desculpas esfarrapadas. Assim como Tite é MANTIDO sob a égide de milhões de desculpas fajutas. Mas como isso acontece no Rio Grande do Sul, um fato parece não ter relação com o outro. E a maioria aplaude de pé a medida enérgica do clube de privar-se de um craque. Afinal o que conta é dar carrinho em placa publicitária.

—————————————-

Hoje tem Inter e Barueri, às 21 horas, no Gigante. Um jogo perigoso, pelo momento do time e pela equipe irresponsável, no bom sentido, do interior paulista. Palpite? Não faço a menor idéia! Mas ainda acho que por ser em casa o Inter consiga uma vitória magra, 2 a 1. E depois vem as “férias” do Brasileirão. Mais sobre isso no pós-jogo de hoje, que será escrito amanhã ou sexta.

INTER
Michel Alves; Bolívar, Índio, Sorondo e Kléber; Sandro, Guiñazu, Giuliano e Andrezinho; Taison e Alecsandro.
Técnico: Tite

BARUERI
Renê; André Luiz, Xandão e Leandro Castan; Franciscatti, Ralf, Ewerton, Thiago Humberto e Márcio Careca; Otacílio Neto e Val Baiano.
Técnico: Estevam Soares.

Ps.: Especulações sobre uma possível negociação envolvendo Magrão. Ou seja, começa o planejamento para 2010 com medidas baseadas nas escolhas técnicas e táticas de… TITE! Algo precisa ser feito.

About the author

Grenalzito Corp

1 Comment

Click here to post a comment

Recordar é viver

Categorias