Bye Bye invencibilidade

Desfalques, desgaste, acúmulo de partidas decisivas… Nenhuma destas desculpas são 100% cabíveis. O que está acontecendo com o Inter, muito mais rapidamente do que todos esperavam, atende pelo nome de ULTRA EXPOSIÇÃO MIDIÁTICA. E da tão falada, aqui no Grenalzito desde a fundação do blog, FALTA DE VARIAÇÃO TÁTICA. Explico.

O esquema de jogo e a parte tática da equipe Colorada são quase sempre iguais. 4-4-2 que varia de: Duas linhas de 4 jogadores na defesa e no meio e dois atacantes mais soltos e flutuantes; Ou meio campo em losango, com liberdade para um lateral e um mais defensivo, dependendo da equipe adversária. E ataque igualmente flutuante, tendo como diferencial um dos vértices do losango que se junta a dupla de AVANTES (bonito isso), abrindo espaços e gerando tabelas.

O problema é que desde a campanha vitoriosa na Sul-Americana do ano passado estas são as ÚNICAS MANEIRAS do time jogar. Quando temos os trios D’ale-Taison-Nilmar e Sandro-Guina-Magrão, pela qualidade e entrosamento das peças, dificilmente o adversário consegue neutralizar o esquema tático. Quando algum desses jogadores é substituído (e com isso cai a qualidade e principalmente a mecânica da movimentação de jogo), o sistema desaparece. O Flamengo já havia neutralizado de maneira muito eficiente nossas jogadas mais agudas na Copa do Brasil, mas a qualidade do time do Inter prevaleceu. Ontem no Maracanã, dos 6 citados anteriormente só haviam dois, e Guina jogando em outra posição no meio-campo. Aí preteia os zóio da gatiada, naturalmente.

Maloka tá fazendo falta (no lance aí e no time agora)!

Além disso, o time do Inter passou o semestre inteiro sendo estudado, aparecendo constantemente nos principais programas esportivos de todo o país, etc… Com isso acontece o que houve com o São Paulo nesse primeiro semestre de 2009: todo mundo que acompanha um pouco futebol já sabia exatamente as jogadas principais do time do Muricy, e pior, já sabia AS VARIAÇÕES! Quando não há surpresa pro adversário a marcação encaixa. E preso na marcação e sem talentos individuais (entrosados, coisa que não ocorreu no São Paulo desse ano), como foi o Inter ontem, a equipe some em campo. E assim como o Corinthians semana passada, o Flamengo marcou muito ontem. Mas com certeza só a marcação imposta pela equipe carioca não justifica a partida ATÍPICA e APÁTICA do Inter.

Parabéns Giuliano, Alecsandro, Danilo, Álvaro, Marcelo Cordeiro e Leandrão, vocês COSEGUIRAM manter no cargo um técnico que nem escalar o time titular consegue mais!

Ps.: Magrão segue fora, por lesão, e não enfrentará a LDU no primeiro jogo da decisão da RECOPA SUL-AMERICANA, no Gigante da Beira-Rio, quinta-feira. Mais sobre o jogo durante a semana.

Giuliano tentando vaga como ENTREGADOR de Pizza na Cidade Maravilhosa.

About the author

Grenalzito Corp

4 Comments

Click here to post a comment

Recordar é viver

Categorias