De cara com Fernando Carvalho

“Não foi legal. Não faria de novo”
Fernando Carvalho, o maior presidente da história de 100 anos do Inter, esteve frente a frente comigo ontem à noite lá na aula da Perestroika.

O homem é um cartola, ostenta uma pose incrível, não dá ponto sem nó, não baixa a crista, não se apavora e, inegavelmente, tem as manhas de como se comanda um time de futebol.

“Tem que dar porrada. Quem não dá porrada, não ganha. O futebol é assim”, foi uma de suas frases.

Sobre as questões da semana, ele não disse quem vai ser o treinador, nem revelou a lista de reforços. No máximo, avisou que o Colorado terá um lateral-direito de ofício em 2010, já que Bolívar será zagueiro-zagueiro.

Carvalho também afirmou que Luxa não foi contratado porque queria três anos de contrato. E mais: Luxa não gostou de ouvir de Carvalho que, após todos os jogos, a direção se reúne com a comissão técnica para colocar as críticas na mesa.

Diz Carvalho, que Luxa respondeu assim:

– Eu não aceito críticas. E não abro mão de participar das contratações.

Aí, FC foi questionado das opções: Muricy e Fossati (da LDU). Só pra constar, na Gaúcha foi feito uma enquete com os dois nomes. Mais de 75% votaram em Fossati. Mas Carvalho disse que este tipo de pesquisa tem 0% de influência sobre a decisão.

Fora isso, tenho algumas outras curiosidades pra trazer:

Álvaro – FC disse que Álvaro estava passando da conta. Era balada demais, em dias “proibidos” pelo clube, e atraso para treinamentos. Por isso foi demitido.

Tite – Carvalho acha que Tite devia ter peitado D’Alessandro, Sorondo e Kléber. Não fez e perdeu comando. Ao mesmo tempo, o treinador foi muito elogiado pelo dirigente. “Tite é um dos melhores. Sua palestra tática é incrível”, disse.

Bolívar – Segundo FC, este é O CARA do vestiário. É ele quem comanda.

Mundial 2006 – Antes da aula, rolou um vídeo no telão com lances do Mundial vencido pelo Inter em 2006. Carvalho assistiu tudo com um sorriso estampado no rosto. Depois revelou:
“Eu queria o Vargas no time, no lugar do Pato. O Pato era muito novo, e de fato não jogou bem contra o Barcelona. E outra: nunca gostei do Fernandão no meio. Mas o Abel bancou, disse que jogaria com Pato e Iarley, e deu certo”, relembrou.

Volta à presidência – “Não tenho intenção de voltar. Dirigente tem que ter prazo de validade. Saio em julho ou dezembro de 2010”.

Gauchão 2010 – “Vamos priorizar a Libertadores, por isso jogaremos o Gauchão com o time B. Estamos preparando o time B desde junho deste ano. Usaremos os titulares apenas em ocasiões esporádicas, para treinar” – sobre o mesmo assunto, Carvalho elencou quatro jogadores que podem despontar desta equipe reserva: Ítalo, Léo, Vágner Silva e Josimar.

About the author

Avatar

Grenalzito Corp

4 Comments

Click here to post a comment

  • Excelente trabalho Mau, nesse tipo de palestras, fóruns…o cara consegue captar coisas de uma forma que não se vê nas entrevistas normais, onde os próprios entrevistados se policiam em cuidar pra não falar.

    muito bom mesmo, já referendei para alguns colegas darem uma olhada, grande abraço!!!

    Gonça.

  • El Patrón, Don Carvalho!

    Mas então Mau, como foi encarar o homem que estragou a tua década?

    Abraço tchê, parabéns pelo texto e pela correria do último semestre pra participar do curso, pago com TANTO ESFORÇO pela GrenalzitoS S/A!

  • Baita entrevista, mas todos sabem que Bolívar é jogador dele e não joga nada! Começa aí o grande erro de 2010, esperem e verão!

Recordar é viver

Categorias