Uma secadinha

Já tinha largado as avaianas do lado da cama quando me toquei: o Inter joga amanhã e eu não vou dar nem uma secadinha?

Catei o celular e botei o despertador pra sétimeia. Acordo 7h30, ligo na Gaúcha e seco deitadito na cama, pensei. Afinal, este tal torneio aí (como é o nome mesmo?) não vale tanto assim.

Mas como bom gremista, secarei. Até porque, se eles perderem será um fiasco difícil de se esquecer. Tenho que acompanhar isso!

E dormi numa boa.

Quando despertou, abri a tampa do computador, digitei www.radio… Apareceu o resto, dei aquela seta pra baixo e Enter.

0 a 0. Dormi de novo e acordei com o goooooooooooooool do Inter, Alecsandro!
Voltei a pensar: ah, vai a merda! Esse troço não vale nada mesmo!

E dormi pra acordar no segundo goooooooooooooool do Inter! Um golaaaaaaço!!! Andrezinho!!! Que D’Alessandro, que nada, Andrezinho!!!

Como não sou dos mais fortes na resistência ao sono, cochilei novamente. E acordei no goooooooooooooooooool do Otika, como é o nome mesmo?

Bom, deu uma esperançazinha, mas dormi de novo.

E acordei, acordar mesmo, só no bem bom, quanto o time japa pressionava o Colorado. Me animei e sequei. Sequei o Inter na Suruga com todas as minhas forças. Porém, fui inútil a nação japonesa e tricolor. O Inter venceu.

Calcei minhas calças jeans, minha camiseta branca, meu “mulitão” e fui trabalhar. Traquilo, tranquilo, nem inveja senti.

About the author

Grenalzito Corp

2 Comments

Click here to post a comment

Recordar é viver

Categorias